Matagalpa

Nicaragua

Como a fronteiriça Costa Rica, a Nicarágua, o maior e menos populoso país da América Central, é um paraíso do café. “Terra de lagos e vulcões”, é atravessado por uma cadeia montanhosa, nascida de uma intensa atividade vulcânica, onde se encontram na sequência duas dezenas de crateras, e hospeda o lago Nicarágua, o maior da América Central. A abundância de ecossistemas naturais presentes no território faz da mesma uma zona crucial para a biodiversidade de todo o planeta.

É principalmente na região setentrional do país, prevalentemente montanhosa, que desde o fim do século XIX cultiva-se uma Arábica muito apreciada no mondo.

A cidade de Matagalpa e a área que a circunda encontram-se situadas na faixa da tierra templada, a zona climática nicaraguense mais temperada, contraposta à escaldante tierra caliente das planícies. O clima e as características do solo tornam esta terra muito renomada pela cultivação do café, que aqui ocorre privilegiando métodos sustentáveis, respeitando o ambiente e muito frequentemente à sombra de outras plantas.

N/A°

irmãos Castillo

Nicaragua

monoarabica Castillo
:
irmãos Castillo
:
Matagalpa
:
2009

Os irmãos Juan Francisco, Jaime e Victor Hugo Castillo estão sentados em suas cadeiras de balanço; enquanto sorvem café chorreado, lembram de alguns momentos da infância. Contam a história do avô Juan Francisco e de sua paixão pelo café, 83 anos atrás. Na época eram muito jovens, mas ainda hoje lembram quando o avô transportava o café com um burro para Matagalpa, a cidade mais próxima, a cerca de 27 quilómetros de casa.

Hoje, El Diamante é uma das mais belas plantações do território e produz um café de grande prestígio. Para os três irmãos este sucesso deve-se principalmente à consciência ambiental que herdaram do pai, falecido alguns anos atrás. A propriedade compreende três rios, com os quais se produz metade da energia necessária para administrar os 197 hectares de cultivação. Juan Francisco, Jaime e Victor Hugo plantam árvores e cuidam dos recursos hídricos da plantação. Jaime diz que foi exatamente a atenção do pai para com a sua terra a ter reduzido os problemas devidos às mudanças climáticas, que tanto pesaram na produção de café do país. El Diamante se encontra na região setentrional da Nicarágua, circundada por árvores seculares e montanhas de grande fascínio, e chega hoje à terceira geração.

Os irmãos Castillo gostam de pensar que o pai, desde sua aposentadoria até a sua morte, tenha conseguido desfrutar daquilo que tinha com muito empenho e esforço construído durante sua vida. Não por nada descrevendo a sua terra, gostava de dizer que é um lugar onde se pode saborear um verdadeiro sentimento de paz e harmonia.