PESQUISADOR DA PERFEIÇÃO

illy

A SELEÇÃO DOS “CRUS”

Os degustadores illy trabalham em equipe e integram as competências e sensibilidades individuais. A seleção dos cafés “crus” que irão compor o blend é um processo delicado: a cada dois meses o café adquirido é degustado novamente, para verificar se as características pelas quais foi escolhido se mantêm, e a mesma amostra é degustada e avaliada até oito vezes antes de entrar na composição do blend.

Cru: Plantação que fornece o produto. Refere-se ao café produzido nela. Diz-se também do vinho e do cacau.
 

QUEM É O DEGUSTADOR?

O degustador é para o café o que o enólogo é para o vinho: uma peça-chave, responsável pela qualidade do resultado final. A função do degustador é semelhante ao do chamado “trabalho de adega”, e segue um processo idêntico àquele utilizado na produção de champanhe: as vinícolas propõem a sua combinação ideal, composta por colheitas diferentes, para oferecer ao consumidor a máxima expressão da sua própria “ideia” de champanhe.

Cada ano, segundo as características das colheitas, o degustador seleciona os lotes de café para a compra, analisando-os e avaliando a sua contribuição para o equilíbrio do blend, visando alcançar a meta de excelência.